Introdução ao yBridge




O yBridge é uma plataforma conectora de micro serviços onde é possível realizar operações e tratamento de dados entre o tráfego de informações através de conectores construídos de acordo com uma necessidade específica:


Exemplo de algumas plataformas que podem ser conectadas através do yBridge:

 
exemplo.jpg












Como funciona?


Através de uma interface interativa é possível construir fluxos definidos a partir da configuração de steps. É possível utilizar diferentes tipos de conectores e suas respectivas funções para o tratamento de informações recebidas e enviadas através do interpretador.

 

O que é um Workflow?


Um workflow é o que define uma funcionalidade ou integração implementada dentro do yBrige. Ele é composto por inúmeros steps que são configurados separadamentes se conectando uns aos outros para que seja atendido um requisito durante a execução do mesmo.


Um workflow pode ser executado em um intervalo de tempo configurado dentro da interface ou apenas funcionar como uma API. Uma vez que para cada workflow é criada uma URI de endpoint onde é possível realizar operações como GET, POST, entre outras.

 

O que é um Step?


O step é o que define a configuração de uma ação específica durante a execução de um workflow. Através dele será informado o conector a função e os parâmetros necessários para sua execução.


O que é um conector?


Um conector é um conjunto de métodos disponibilizados por um serviço externo, agrupados através de um pacote construído para trabalhar com o interpretador do ybridge. Um novo conector pode ser desenvolvido de acordo com uma necessidade especifica e a partir de então, estará disponível para futuras utilizações.

 

O que é um atributo?


Um atributo é a configuração de uma determinada informação utilizada por um step. Essa informação pode ter diferentes fontes de dados, sendo elas recebidas através de outros steps, querystring, post data, repositório interno do ymi (Keys) ou informada de maneira estática através de um campo aberto na interface.

 

O que são condições?


Através da interface é possível criar regras e condições especiais para a execução de um determinado workflow. Essas regras são criadas através de dois atributos e um operador lógico que irá determinar a execução de um workflow. É possível criar mais de uma condição para um workflow agrupando as mesma através dos operadores && (E) e || (OU).

 

O que é recursividade?

 

A partir de uma lista de dados estabelecida é possível executar um workflow recursivamente executando tarefas para cada registro existente em uma fonte de informação. Essa funcionalidade está disponível através da interface onde é possível selecionar a fonte de dados em que a recursividade deve acontecer.

 

O que é o interpretador?

 

O interpretador é responsável por obter todas as informações necessária de um workflow fornecidas através da tela para execução de uma funcionalidade específica. O interpretador irá receber a chamada através da URI e realizará as tarefas respeitando a ordem de cada step determinada durante a construção do workflow.

 

Participe

 

Participe desse tópico enviando suas dúvidas, sugestões e comentários. Assim vamos enriquecer ainda mais esse material gerando uma documentação democrática e de fácil entendimento para todos.




Isto ajudou o seu problema?